Se você quer aprender inglês: Faça aulas particulares!

Estudar inglês no Brasil sempre foi um grande desafio. Isto ocorre porque os Cursos não estão preparados para receber alunos de múltiplos contextos sociais. Gerando um transtorno em sala de aula, devido ao fato de que os professores, com razão, não estão preparados para otimizar o conhecimento relativo a este contexto.

Acredito que será mais fácil entender através de um exemplo.

Imagine que, entrando em sala de aula, um professor encontre entre 6 a 10 alunos, entre eles temos estudantes universitários, comerciantes, cientistas, e jovens que ali estão por pura obrigação. Todos com o mesmo alvo em comum: aprender inglês.

O problema começa quando são identificados dificuldades de aprendizado em alguns membros do grupo, ou por faltas, ou por falta de dedicação, ou por falta de hábito em estudar. Outros, por outro lado, estão preparados para receber e adquirir o conhecimento rapidamente. Então? Qual é a solução geral para o problema?

A péssima solução geralmente aplicada pelas escolas é a seguinte:

Devido ao material ser o mesmo para todos, e o cronograma também, para que a aula não torne-se exclusivamente expositiva, é necessário que o professor, infelizmente, esqueça dos mais fracos, e também dos mais fortes, dando aula para a maioria. O que torna lento o aprendizado dos melhores, e torna impossível o aprendizado dos que necessitam de mais apoio.

O fato é que uma só formula não pode ser aplicada para vários estudantes que estão em contextos completamente diferentes de vida ou para aqueles que há anos não tem o hábito de aprender como constante. Por conta deste problema, é extremamente necessário o trabalho de grupos homogêneos ou aulas particulares. No meu caso, ministro aulas particulares pela manhã e para grupos homogêneos a noite; consequentemente, tenho sempre obtido um alto índice de êxito, e um baixíssimo índice de desistência.

Sou especialista em inglês jurídico, e este sempre foi meu carro chefe. Entretanto, o meu sucesso não tem sido devido ao meu conhecimento jurídico, mesmo sendo este um nicho demandado, mas por saber aplicar múltiplos métodos eficazes de ensino para grupos homogêneos e capazes de andar em conjunto. Além disso, quando ensino inglês em aulas particulares, os alunos também crescem exponencialmente por conta do ritmo em que as aulas são ministradas. Alunos que precisam muito, querem muito e estudam muito, encontram grande alegria em um Curso desafiador e construtivo. Por outro lado, alunos que desejam, ou precisam, de um acompanhamento especial, ou de uma atenção maior, tem suas dificuldades trabalhadas através da análise pessoal do problema ou da aplicação das múltiplas técnicas e métodos de ensino.

Entendo que, enquanto acharmos que exista uma fórmula mágica para a obtenção do conhecimento necessário para uma vida próspera, sem dedicação, sem estudo, e sem atalhos, não estaremos encontrando soluções para problemas tão graves quanto aos relativos a educação no Brasil. Não adianta lutar sem saber para onde se está indo. Busquem sempre a melhor solução para sua capacitação pessoal, jamais a mais fácil, e nunca confiem mais numa certificação do que no seu conhecimento.

Abraços a todos,

Thiago Gomes Calmon
Professor de Inglês e Inglês Jurídico.

IMG_0702

2 comentários sobre “Se você quer aprender inglês: Faça aulas particulares!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *