Posso Advogar nos EUA com a minha OAB?

Primeiramente devemos pontuar que a regulamentação nos EUA é estadual e não federal, portando a possibilidade de advogar nos Estados Unidos irá depender de qual estado você pretende morar / trabalhar. Por esse motivo o processo tende a variar bastante.

Inicialmente existem 5 opções para se trabalhar com direito ou como advogado nos EUA, são elas:

  • Ser um paralegal, que nada mais é do que um assistente de advogado, que pode trabalhar com processos administrativos, como por exemplo imigração. O paralegal precisa estar vinculado a um escritório de advocacia.
  • Ser um Foreign Legal Consultant (Consultor de Direito Estrangeiro). Baseado nessa opção você poderá trabalhar em solo americano com o direito Brasileiro, geralmente assuntos ligados a ambos os países. Para ser habilitado existem alguns requisitos específicos que são exigidos pelo American Bar Association (que equivale a OAB brasileira).
  • Todos os estados possuem a sua própria “OAB” e todas têm suas próprias regras. Como a Califórnia por exemplo, que te dá a opção para estrangeiros exercerem a função no estado desde que sejam dispensados da prova do baby BAR e sejam aprovados no exame do American Bar Association.
  • Ser um Advogado. Ou seja, fazer um curso de direito americano.
  • Alguns estados permitem que você, tendo a carteira da OAB, faça um mestrado e fique habilitado a cumprir a função nos EUA, podendo começar a advogar.
Prof. Hanna Lelis pesquisando em Chicago.
Advogar nos Estados Unidos: Investimento

Se tornar um advogado nos EUA ou ter a possibilidade de advogar em solo americano não é um processo fácil e automático. Assim como não é fácil, não é simples e infelizmente, não é barato, porém, é possível.

Irá demandar um investimento não só financeiro como humano. Em termos de investimento humano, você deve investir aproximadamente 30h semanais por cerca de 6 meses com assistências especializadas de empresas ou profissionais da área, para conquistar uma aprovação no American Bar Association da Califórnia (se esse for a sua escolha).

Ou dependendo da sua escolha investir tempo e dinheiro em alguns anos de estudo para que possa estar apto para exercer a profissão. Não podemos deixar de mencionar que o candidato ou interessado deve ter total domínio do inglês. O que seria esse total domínio? A habilidade de escrever naturalmente textos em inglês, ter não só a proficiência como o domínio da comunicação oral e escrita, bem como dominar o Legal English nas 4 habilidades: Reading, Listening, Speaking e Writing.

Se você tem interesse em saber um pouco mais sobre o sistema legal americano ou planeja fazer uma viagem rápida aos Estados Unidos e gostaria de fazer um curso na área, A Chicago-Kent College of Law oferece uma oportunidade bem interessante. Um curso de 3 dias (final de semana) sobre The American Legal System in Popular Culture (O sistema legal americano na cultura popular). A escola é situada em Chicago e o único pré-requisito é proficiência no inglês.

https://www.kentlaw.iit.edu/news/2018/american-legal-system-in-popular-culture-winter-2018

Prof. Hanna Lelis

2 comentários sobre “Posso Advogar nos EUA com a minha OAB?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *