TENSES AND ASPECTS

Dear students of English,

 

I would like to open a session with some theory developed by my students regarding English Tenses and Aspects.

 

Opening up, my dear student Daiana Targão, posting a PDF file with some theory and examples! Check it out! I will be great for research!

Prof. Hanna Lelis will give you some guidance!

VERB TENSES IN ENGLISH

 

Best Regards,

 

Thiago Calmon

Artigos Definidos e Indefinidos

 

captura-de-tela-2016-11-20-as-16-41-51

 

Assim como na língua portuguesa possuímos os artigos definidos e indefinidos, No português eles são: o, as, os, as, um, uma, uns, umas.

 

Na língua inglesa possuímos apenas três, o artigo definido é o “the” e os indefinidos “a e an”.

 

Artigo Definido

 

O artigo definido possui algumas regras:

  • Usado antes de substantivos.
  • Quando nos referimos a algo específico que já foi mencionado anteriormente.
  • Pode ser usado diante de substantivos tanto no singular como no plural.
  • Em português é traduzido por: o, a, os, as.

 

Exemplos:

The house is big. (A casa é grande.)

 

Acredita-se que o receptor da mensagem  já sabe da casa que se esta falando. Está implícito que já falaram desse assunto.

 

The girls are here. (As garotas estão aqui.)

 

Além de perceber implicitamente que já falaram desse assunto como no ultimo exemplo, a palavra "girls" está no plural e permite apenas o uso do artigo "the".

 

He is buying a smartphone. The smartphone is last generation. (Ele está comprando um celular. O celular é de ultima geração)

 

Aqui temos um exemplo mais claro sobre como funciona o uso do artigo quando o substantivo já foi citado anteriormente.

 

Outras formas de usar

 

Nomes de instrumentos musicais ou de famílias

 

I like to play the guitar. (Eu gosto de tocar violão)

The Kennedys were a big Family. (Os Kennedys foram uma grande família)

 

Numerais Ordinais

 

This is the first time I won the game. (Essa foi a primeira vez que ganhei esse jogo.)

 

Nomes  geográficos ou substantivos únicos de sua espécie

 

The Pacific. (O pacífico)

The Sun. (O sol.)

a-an-the-definite-indefinite-article-test-jpg
Preciso aprender isso...

 

Artigos Indefinidos

 

Os artigos indefinidos possuem algumas regras:

  • Usados quando nos referimos a algo em geral, não específico.
  • Usados antes de substantivos no singular
  • Em português são traduzidos por um e uma.

 

O artigo indefinido “a” é usado diante de substantivos que se iniciam por um som de consoante.

 

This is a bed. (Isto é uma cama.)

That is a school. (Aquilo é uma escola.)

A good car. (Um bom carro.)

 

O artigo indefinido “an” é usado diante de substantivos que se iniciam por uma vogal ou por um som de vogal.

 

She is buying an apple. (Ela está comprando uma maçã.)

He saw an airplane on the street. (Ele viu um avião na rua.)

 

Quando não usar:

 

Os artigos indefinidos não devem ser usados quando a ideia principal se refere a substantivos incontáveis, neste caso usa-se a palavra “some”.

 

Here, we have some books. (Aqui temos alguns livros.)

 

Informações Extras:

 

O “an” não existia, ele foi incluído na gramática porque as pessoas ao falar “a enemy” por exemplo, colocavam a letra “n” no meio, entre o “a” e o “e” para facilitar na fala.

 

Resultou-se na evolução fonética do “an”. Tanto que, quando a palavra subsequente se inicia com som de ditongo, volta-se a utilização do “a”. Além disso, foneticamente, deve sempre pronunciar-se o “an” junto com o palavra subsequente. Jamais separe, a razão do “an” existir é essa ligação.

 

Fonética!

 

Quando o “the” está antes de uma palavra com som de vogal, pronuncia-se /di/. E quando o “the” está antes de uma palavra com som de consoante, pronuncia-se /dã/. O “the” não apresenta o som de /de/. Isso é um erro recorrente dos falantes brasileiros que não devemos deixar penetrar na nossa linguagem.

 

Espero que tenham gostado e que a matéria tenha acrescentado muito!

Prof. Hanna Lelis

Informações Extras: Thiago Gomes Calmon

Processed with VSCO with b1 preset

 

Que horas são? – Time Expressions!

Em inglês existem duas siglas para facilitar as horas, são elas am e pm, são utilizadas para identificar em que período do dia estamos, am e pm vêm do latim:

  • am – Antes do meio-dia (ante meridiem)
  • pm – Depois do meio-dia, até meia-noite (post meridien)

Mais pra frente veremos ver como podemos usa-las.

 

O primeiro passo é saber como perguntar, temos duas formas:

what-time-is-it-10-638

  • What time is it?
  • Do you have the time?

Ambas significam basicamente: “Que horas são?”

 

Pode-se responder:

horas-imagem_thumb6

  • It’s eight fourty-five.
  • São 8h45.
  • It’s seven fifteen.
  • São 7h15

 

É possível também falar de uma forma mais simples, apenas o número das horas e dos minutos:

 

  • Seven twenty – 7h20
  • Nine fifteen – 9h15
  • Two thirty-five – 2h35

 

Referindo-se a horas inteiras usamos o termo: “o’clock”

(Seria uma abreviação de “o relógio”.)

 

  • It’s eight. Ou It’s eight o’clock.
  • São 8h (em ponto)
  • It’s eleven. Ou It’s eleven o’clock.
  • São 11h (em ponto)

 

Para 12h e 24h podemos usar respectivamente:

 

  • It’s midday ou It’s noon – É meio-dia (12h)
  • It’s midnight – É meia-noite (24h ou 00h)

 

Expressando os minutos que faltam para a hora usamos o: “to” (para)

 

  • 4h55
  • Five to five – Cinco para as cinco.
  • 3h50
  • Ten to four – Dez para as quatro.

 

É possivel também usar os termos “after” ou “past” para indicar os minutos que se passaram após a hora dita.

 

  • 6h5
  • Five after six / Five past six – Cinco depois das seis.
  • Five minutes past six - Cinco minutos depois das seis.
  • 9h10
  • Ten after nine / Ten past nine – Dez depois das nove.
  • Ten minutes past nine – Dez minutos depois das nove.

 

Ao indicar meia hora usamos: “half” (meia) + “past”.

 

  • 2h30
  • Half past two – Duas horas e meia.
  • 16h30
  • Half past sixteen – Quatro horas e meia.

 

Para 15 minutos é usado: “a quarter” (um quarto de hora)

 

  • 15h15
  • A quarter after three / A quarter past three – Um quarto de hora depois das três.
  • 19h45
  • A quarter to eight – Um quarto de hora para as sete

 

Usando “am” e “pm”

 

  • 17h - Five pm.
  • 9h25 - Nine twenty-five am.
  • 15h15 – A quarter after three pm.
  • 2h30 – Half past two am.

 

Autora: Professora Hanna Lelis

THIAGO CALMON ENGLISH

logo_2016_baixa

Possessive Adjectives and Possessive Pronouns

Os possessive adjectives (adjetivos possessivos) também são conhecidos como possessive determiners (determinantes possessivos).

São usados para indicar que algo pertence a alguém. Possuem as seguintes formas:

 

Pessoas Possessive

Adjectives

Significado em português
1ª pessoa do singular My Meu, minha, meus, minhas
2ª pessoa do singular Your Teu, tua, teus, tuas
3ª pessoa do singular His, her, its Seu, sua, seus, suas
1ª pessoa do plural Our Nosso, nossa, nossos, nossas
2ª pessoa do plural Your Vosso, vossa, vossos, vossas
3ª pessoa do plural Their Seu, sua, seus, suas

 

São utilizados sempre antes do substantivo ou do adjetivo. Exemplos: This is my shirt. His old house is white. Our country is beautiful.

Os possessive pronouns (pronomes possessivos) também atribuem a posse de alguma coisa às pessoas do discurso.  São os seguintes:

 

Pessoas Possessive

Pronouns

Significado em português
1ª pessoa do singular Mine Meu, minha, meus, minhas
2ª pessoa do singular Yours Teu, tua, teus, tuas
3ª pessoa do singular His, hers, its Seu, sua, seus, suas
1ª pessoa do plural Ours Nosso, nossa, nossos, nossas
2ª pessoa do plural Yours Vosso, vossa, vossos, vossas
3ª pessoa do plural Theirs Seu, sua, seus, suas

 

Nunca são usados antes do substantivo. Exemplos: The book is mine. This computer is hers. Is the car yours?

Também são utilizados para substituir o adjetivo possessivo mais o substantivo, desde que este seja evidente ou já tenha sido mencionado. Exemplo: Mr. Fernando said, “Your cell phone is on the table.” Mr. Thiago Calmon replied, “Thank you, it is mine.”

Quanto ao pronome possessivo “its”, este é frequentemente utilizado complementado por “own”. Exemplo: The dog bit its own tail.

 

CARTER, Ronald, MAcCARTHY, Michael. Cambridge Grammar of English. Cambridge: United Kington, 2006.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. 46. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2005.

http://www.grammarnet.com. Acesso em 23-10-2016.

 

Fernando Carboni

Juiz de Direito em Braço do Norte / SC

Pronouns – Pronomes Pessoais (port)

Pronouns - Pronomes Pessoais.

Gostaria de falar sobre um tema muito simples: Pronomes. Pronomes são um elemento importantíssimo de qualquer gramática, este tema é parecido com o que nós já conhecemos, mas é grandioso salientar que existem diferenças visíveis entre os pronomes em inglês e em português.

Primeiramente, devemos estudar os pronomes pessoais. Uma brincadeira que costumo a fazer tem estado relacionada ao nome pronome em si. O prefixo “pro” lembra-me de um profissional. Logo, relaciono um pronome a um nome profissional, pois este substitui o nome. É um “pro” nome.

Quanto aos pronomes pessoais vamos focar em alguns personagens, o “you” e o “it”. O “you” é um pronome que pode estar tanto no singular quanto no plural, de fato, isto depende exclusivamente do contexto da frase. O verbo também sempre será conjugado como se estivesse no plural, mesmo estando no singular. e.g. You are Mr. Smith. (Você é o Senhor Smith).

Quanto ao “it” é importante considerar a amplitude de sua possiblidade de uso. Afinal, quase tudo é “it” no inglês. Este é o gênero neutro, que nós não costumamos a utilizar no Português. Uma dica que eu tenho é a seguinte: Relacione o “it” a tudo que não é nem um homem, nem uma mulher. Logo, qualquer pessoa deve ser “he” ou “she”, e todos o demais, se estiverem no singular é “it”. Portanto, podemos listar como exemplos de aplicação direta do “it”, as coisas, os animais, uma fala, uma ideia, um conceito, os fenômenos da natureza, etc.

Além das considerações iniciais, também salientarei o uso dos pronomes, “you”, “they”, “we” e “one”, para falar de qualquer pessoa no geral. Quando não nos referimos a uma pessoa em especial, mas as pessoas no coletivo. Nós temos que observar que também fazemos isso no português. A diferença é que não utilizamos o “one”, que é um pronome especialíssimo ao referir-se a uma pessoa no geral. Um excelente exemplo está no filme “Matrix”, onde o personagem principal é sempre chamado de “the one”, ou seja, aquele que todos esperavam e que poderia ser qualquer um.

Abaixo, vejam uma lista dos pronomes pessoais e pensem em suas aplicações. No direito, ou no inglês, e em qualquer área das humanas, devemos ponderar sempre na linguagem em todos os seus elementos, e dominar a utilização dos elementos mais básicos, é sempre um grande diferencial.

I - 1st person singular.
you - 2nd person singular.
he - 3rd person singular.
she - 3rd person singular.
it - 3rd person singular.
one - 3rd person singular.
we - 1st person plural.
you - 2nd person plural.
they - 3rd person plural.

Abraços a todos,

Thiago Gomes Calmon

Present Continuous

Transcript

O Present Continuous, além de apresentar importantíssimas funções no Inglês, também é conhecido por ser um grande contraste em relação ao Simple Present. Como foi explicado na última vídeo aula, o Simple Present trabalha fatos sem considerar a duração dos fatos; aliás, expressa ações subjetivamente atemporais. Como contraste, o Present Continuous expressa ações continuas, progressivas, determinando seu tempo e duração.

A maneira mais simples de explicar o Present Continuous é através de um desenho, como demonstrado abaixo.
.---------------->/
A ação começa em um ponto específico no tempo, continua durante um certo tempo e chega ao seu fim.

Isso quer dizer que a ação possui tempo de duração. Vejam um exemplo do que isso pode implicar.

 

Qual seria a resposta da pergunta. “Are you loving your mother?” Não seria natural responder: “Yes, I am loving my mother.” A resposta é não! Não podemos dizer que estamos amando a nossa mãe. Na realidade, isto é um fato e não uma ação temporária que chegará ao seu fim em um tempo determinado. Portanto, a melhor e mais formal resposta para tal questionamento é “I am not loving my mother, but I love my mother.”

Vejam bem, fatos eternos estarão sempre no Simple, logo, deveremos construir uma resposta negativa quanto a possibilidade de construção relativa no Continuos Aspect. No caso descrito, devemos construir uma frase bem estruturada no Simple, realmente revelando, com qualidade, o nosso amor pela nossa mãe, ou qualquer amor, visto amor ser um verbo de Estado.

 

O Present Continuous trabalha especialmente 3 situações:

  • Expressa ações que estão acontecendo neste exato momento. Esta é a característica principal do Present Continuous. Tudo que está acontecendo no momento da fala deve estar no Present Continuous. E.g. I am studying English.
  • Expressa ações que estão acontecendo por um determinado período de tempo, mas não exatamente no momento da fala, ou não exatamente neste momento. E.g. We are studying for a very difficult test on Monday.
  • Expressa ações futuras, sendo altíssima a probabilidade de execução da ação devido a planejamento prévio e atitudes tomadas em relação ao fato por acontecer. E.g. We are traveling to London this Summer.

 

Entender que o Present Continuous expressa fatos que estão acontecendo nesse exato momento não é tão difícil. É só imaginar qualquer coisa que está acontecendo agora e falar utilizando a estrutura do Present Continuous. No entanto, expressar uma ação que começou no passado, recente ou não, que está acontecendo, mas não exatamente agora, e continuará por um período e chegará ao fim, não é tão simples. Mas posso citar alguns exemplos abaixo para a análise.

E.g.

I am reading a very interesting book.

We are trying to get into the public university.

They are planning to start a company.

I am researching, It will be ready soon.

 

Tais ações também podem ser expressas no Present Perfect e no Present Perfect Continuous, entretanto, isso é matéria para outra aula.

Em relação ao Futuro, devemos prestar atenção na principal informação relativa ao tema: O Present Continuous expressa o futuro em ações planejadas, fatos que irão acontecer. É claro que ninguém pode prever um futuro, mas se você marcou uma consulta com seu dentista para amanhã não me parece altamente provável que isso irá acontecer? Sim. Na realidade o planejamento é a chave e não a probabilidade. Se você já tomou atitudes relativas ao seu futuro, já houve execução, ou seja, tal fato já está em movimento. Vejam mais uma vez o desenho. .-------------->/ A ação já começou, só não chegou no seu momento ainda, e terminará.

Podemos traduzir contextualmente as duas frases abaixo para ainda maior compreensão:

I am traveling to Japan next year.

I will travel to Japan next year.

 

Na primeira, está implícita a informação de que muito já foi planejado em relação a viagem, como a compra da passagem, a reserva do hotel, o visto, etc. E na segunda podemos somente entender que desejamos muito ir ao Japão e que devemos tomar atitudes em relação a isso. A primeira é certa, e a segunda incerta.

Analisando, por fim, o tema, podemos então compreender sua teoria com habilidade. Entendemos que o Present Continuous trabalha ações que começam, continuam e terminam; trabalha ações que já começaram a acontecer, estão acontecendo, mas não necessariamente nesse exato momento; e ações que irão provavelmente acontecer e que já tomamos atitudes em relação a elas. Logo, dentro do que já foi estudado, devemos continuar a aprender através da analise estrutural do tempo verbal e de inúmeros exemplos e prática, além do contraste com o Present Simple.

 

Present ContinuousStructure – Positive Form

O Present Continuous utiliza-se do verbo “to be” e do “Gerund” (verbo com ing) para a construção de suas frases.

Subject + to be + verb (ing) + complement.

E.g.

I am working a lot.

We are doing our best.

The solicitor is researching cases.

 

Present ContinuousStructureInterrogative Form

Quando na forma interrogativa o “to be” pula para frente.

To be + subject + verb (ing) + complement + ?

E.g.

Are you going to my mother's?

Is she thinking about me?

Are we having an English class?

 

Present ContinuousStructureNegative Form

Quando na negativa o not aparece logo após o verbo “to be”.

Subject + to be + not + verb (ing) + complement.

E.g.

I am not doing this.

I am not eating bacon, it was a medical order.

We are not leaving the house, it is too cold.

 

Present ContinuousStructureWH Questions

Quando utilizarmos um pronome interrogativo, assim como no Present Simple, este virá sempre no começo da frase.

WH (Interrogative Pronoun) + to be + subject + verb + complement + ?

E.g.

Where are you going tomorrow?

Who are you seeing?

What are you doing right now?
Concluindo com algumas observações, além de toda a esfera estrutural devemos trabalhar a construção dos verbos no gerúndio, com o “ing” e analisarmos suas variações. Além disso, também devemos observar que verbos de estado não devem ser utilizados no Present Continuous pois sua aplicação remete-se ao Simple. Disporemos tais verbos em uma lista a parte.

 

Abraços para todos e tenham um boa pesquisa.

Thiago Gomes Calmon

 

 

Exercises – Worksheets

Simple Present - Interrogative Worksheet 1

Simple Present - Interrogative Worksheet 2

Simple Present - Positive Negative Worksheet 1

Simple Present - Positive Negative Worksheet 2

Simple Present - Information Questions.

Simple Present - The verbs in the third person.

Simple Present - Fill in the blanks.

Present Continuous - Forming Sentences 1

Present Continuous - Forming Sentences 2

Present Continuous 3 - The ing form of the verbs.

Present Continuous 4

Present Continuous 5

Present Continuous X Simple Present

Present Continuous X Simple Present 2

Time Expressions - Exercises

Present Simple

Simple Present - Presente Simples

Assista a vídeo aula abaixo:

Descrição do vídeo.

Tudo começa com o presente simples. Tense: Present Aspect: Simple.

O "Present Simple" tem por característica principal a descrição de fatos no presente, porém não necessariamente neste exato momento. Posso então colocar em pauta alguns elementos descritivos que facilitem a compreensão do Aspect.

. O Present Simple descreve fatos, preocupando-se com a realidade e não com um acontecimento do momento.
. O Present Simple descreve rotinas da vida de uma pessoa ou rotinas de qualquer sujeito.
. O Present Simple engloba o verbo "to be", logo trabalha idade, nome, identificações, estado físico e mental, etc.
. O Present Simple é atemporal, normalmente expressando fatos que dificilmente mudariam. e.g. I love my mother.
. O Present Simple é de uso obrigatório em verbos de estado, como like ou belong.
. Costumo a dizer, "Não tem tic tac", não se mede o tempo de uma ação no Present Simple.
. O Present Simple é sempre utilizado em manchetes jornalísticas.

Observando estas características, é possível começar a compreender a aplicação do Present Simple e executa-lo com confiança.

No entanto, antes de construirmos alguns exemplos referentes as observações acima, começaremos com uma simples descrição estrutural do Present Simple.

Formula: Subject + Verb + Complement

Tudo o que você precisa para construir uma frase na afirmativa do Present Simple é colocar primeiramente um sujeito, depois um verbo, e por último um complemento. Claro e simples! Porém, existem alguns detalhes que devem ser estudados.

e.g.

I love my sister. (Descrevendo um fato).
We dance every Saturday night. (Descrevendo uma rotina).
We are happy people. (Descrevendo um estado mental normal do grupo de indivíduos).
John has a wonderful car. (Verbo de estado, no caso has possui o sentido de own, propriedade).
War begins in the Middle East. (Uma manchete jornalística).

O Present Simple torna-se um pouco complexo quando se usa a terceira pessoa do singular. Revisando, a terceira pessoa do singular, no inglês, compõe os pronomes he, she, and it. Neste caso, devemos, pela única vez no inglês, conjugar o verbo, mudando o seu sufixo. No entanto, tal mudança é simples.

Regras:

a) Geralmente acrescenta-se o "s" ao final do verbo. E.g. I walk - She walks.

b) Quando o verbo termina em s, z, sh, ch, o, e x, acrescenta-se "es" ao final do verbo. E.g. I go - He goes. They kiss - He kisses.

c) Quando o verbo termina em y, precedido de uma consoante, retira-se o y e acrescenta-se "ies" ao final do verbo. E.g. I study - She studies.

d) O have torna-se has. E.g. I have - She has.

Além dos pontos acima, também devemos estudar os verbos auxiliares do present simple - Do e Does. Estes são aplicados para alteração de forma relativa as frases. Primeiramente, analisaremos a estrutura das formas.

Structure:

Interrogative Form

Auxiliary (do/does) + Subject + Verb + Complement + ?

E.g

Do you love your children?
Do you want to play the guitar?
Does he like to eat vegetables?
Does she know how to draft complicated documents?

Negative Form

Subject + Auxiliary (do/does) + Not + Verb + Complement

I do not want to become a lawyer.
She does not have a car.
My family do not own a house.
Ana does not dislike the cinema.

Observação: Quando o verbo base for o "to be" este obedecerá outra estrutura, que será analisada em outro capítulo.

Observação: Quando compor uma questão com um pronome interrogativo, este deverá vir antes do auxiliar.

O Present Simple é simples, como o nome diz; porém é importantíssimo observar todos os seus elementos para uma construção racional e certeira da linguagem.
Thiago Gomes Calmon

www.thiagocalmonenglish.com

"My ears had heard of you but now my eyes have seen you." Job 42:05